Exportações para o Mercosul tiveram impacto positivo na economia brasileira

21/11/2023

Mesmo com tantos desafios em termos de conflitos políticos, economia em crise e outras demandas complicadas do mercado internacional, o comércio de exportação se mostrou potente, afetando positivamente o país no ano de 2022, segundo a nova análise elaborada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A Nota Econômica nº 29 apontou que a exportação para parceiros comerciais do Brasil voltados a produtos do setor industrial teve maior impacto positivo na produção, no emprego e na massa salarial do país no ano de 2022, se comparada aos resultados de exportação de países focados em outros setores, como a agropecuária e a indústria extrativa.

Um exemplo claro apresentado pelo estudo é a China que, mesmo sendo o principal país destino para a maioria das exportações brasileiras no ano passado, com um percentual impressionante de 26,8%, teve um impacto econômico menor para o Brasil do que as vendas feitas para o Mercosul, que representa cerca de 6,5% das comercializações externas.

Ainda sobre o cenário industrial brasileiro, outro estudo, agora da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), indicou a necessidade de investimentos na indústria de transformação para retomar o patamar dos anos 1970, em que a produtividade nacional era equivalente a 55% da americana. Para isso, seriam precisos investimentos no setor em torno de 4,6% do PIB anualmente, ou seja, R$ 456 bilhões por ano, por um período entre sete e dez anos.

Leia mais no site Portal da Indústria e no site da FIESC.

0 Comentários
Escrever Comentário

Veja também

Papel E Celulose Thumb Blog 500X300 Como a indústria de papel e celulose se mantém na vanguarda da sustentabilidade Saiba Mais
Thumb Mobil Industrial 
Newsletter 14.02 500X300 3 Novo programa pretende renovar frota naval brasileira Saiba Mais
Thumb Mobil Industrial 
Newsletter 14.02 500X300 2 Brasil dobrará sua capacidade eólica e solar Saiba Mais